Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Calma, não vou fazer nenhum tutorial sobre unhas e testemunhas!
Venho apenas divulgar um comunicado de um diretor de uma escola do Reino Unido, onde obriga os alunos a ter as unhas devidamente cortadas e convenientemente não coloridas...

 

HD Unhas bem cortadas para aulas bem ensinadas.jpg

(imagem: https://i.ytimg.com/vi/DAVKF-cGhLg/maxresdefault.jpg)

 

Este diretor de unha curta quer defender o ensino com unhas e dentes e obriga-as a ser bem rentes, com um coumprimento que não promova acumulação de má higiene...

 

Os pais dos alunos mostraram o seu descontentamento nas redes sociais e protestaram contra esta norma de educação de corta-unhas numa mão e um smartphone na outra...

Os turistas ingleses continuam a usar e abusar da hospitalidade dos países que visitam (não vou referir aqui o Allgarve, pois o patrocínio do post continua por desbloquear...) e tiveram mais uma lição que até pode dar direito a um castigo numa sala fechada com alunos nativos sempre repetentes... 

 

HD Jovens presos por se soltarem na pista de danç

(imagem: https://conteudo.imguol.com.br/c/noticias/8b/2018/01/28/28jan2018---fotos-divulgadas-pela-policia-do-camboja-mostra-as-supostas-dancas-pornograficas-que-teriam-motivado-a-prisao-de-10-estrangeiros-na-cidade-de-siem-reap-1517154734415_615x300.jpg)

 

Um grupo de jovens estrangeiros foi detido no Camboja por estar a dançar como quem festeja um título de campeão do Sporting e troca a camisola com um parceiro que nem sequer saiu à rua vestido...

 

A falta de respeito pelos costumes locais teima em estragar as férias dos meninos dos papás que confundem algumas viagens punk patrocinadas com a invasão do Camboja pelo Vietname...

O frenesim diário das nossas vidas impede-nos de prestar atenção à beleza da estrada e por vezes somos beijados violentamente por pára-choques sem lipstick, embora estejamos demasiado ocupados para o perceber...

 

Uma mulher foi atropelada na Rússia mas levantou-se imediatamente e nem sequer olhou para o condutor pois estava com muita pressa e não dava lá muito jeito!

 

HD Atropelada mas pouco incomodada....jpg

(imagem: http://www.fatimanews.com.br/upload/dn_noticia/2018/01/lg-f685da8c-df2c-4b74-8791-c8d4bb3b157c1.jpg)

 

A senhora tem um comportamento estranho para quem não é contorcionista (até porque não está a olhar para o smartphone enquanto atravessa a rua...) o que leva a crer que será um duplo do Fast and Furious a fazer uma masterclass na Rússia ou então já rebolou por muitas passadeiras mal pintadas deste nosso esbatido Portugal...

Tenho uma leve suspeita que o Nuno Markl vai apresentar esta notícia hoje de manhã na Rádio Comercial, com uma etiqueta de comer à mesa mais educada que o osso que eu vou esbichar... 

 

Um meliante de maxilar nervoso deu uma trincadela valente num agente canino que apenas queria cumprir a sua função e regressar à casota para se entreter com ossos mais educados!

 

HD O homem que mordeu o cão... polícia!.jpg

(imagem: http://2.bp.blogspot.com/-RjYDROXvlZY/T0wtdNO7I8I/AAAAAAAALno/u8Sloqrvs68/s1600/man-bites-dog-funny-quotes.jpg)

 

O canito moina não sofreu ferimentos grosseiros e ainda foi a tempo de cumprir o turno da tarde onde até evitou ladrar mais que o suficiente para impôr a ordem sem usar salivinha e bater o dente...

É da responsabilidade deste blog denunciar erros médicos e hoje temos em debate um nascimento pouco convencional, pois até a coisa até tinha dedinhos mas não era propriamente um bébé...

 

HD Mulher dá à luz uma luva de latex e compressa

(imagem: https://img.huffingtonpost.com/asset/590b4b741700001f00dd68b8.png?ops=scalefit_720_noupscale)

 

Em consequência de uma operação ao útero, uma mulher expeliu vaginalmente (isto soa mesmo mal...) uma luva de latex e 5 compressas esquecidas lá no quentinho!

 

A vítima processou o médico das mãos livres que lhe chegou inclusive a receitar um analgésico!
Claramente este negligente diagnóstico assentou-lhe que nem uma luva...

Pág. 1/5